Após 6 alunos tentarem suicídio, medicina da usp se mobiliza

Professores e alunos de medicina da USP estão preocupados e se uniram para combater um problema sério que está atingindo os universitários: só em 2017 foram registrados pelo menos seis casos de tentativa de suicídio entre os alunos do quarto ano do curso, metade deles ocorreram nas últimas semanas.

Um grupo se reuniu e pintou um mural no subsolo da faculdade como forma de solidariedade a colegas que possam estar passando por problemas como depressão e pensamentos suicidas.

“Esgotamento, ansiedade, depressão, internações psiquiátricas, tentativas de suicídio, mortes. Os relatos [dos estudantes] nos parecem crescentes em frequência e intensidade, e soam como um pedido de ajuda”, diz carta de um grupo de profissionais do serviço de psicoterapia do IPq (Instituto de Psiquiatria da USP), segundo matéria publicada na Folha de São Paulo.
Você já teve estresse ou depressão por causa da universidade?

No início deste ano o Catraca Livre abordou o tema entre vestibulandos e estudantes universitários, gerando discussão relacionada à saúde desses jovens, que passam noites sem dormir por conta dos estudos, enfrentam pressões da vida acadêmica, fora a dificuldade de socialização e má alimentação, por exemplo. Leia a matéria completa e também responda o questionário que formulamos: Precisamos falar sobre a saúde dos vestibulandos e universitários no Brasil

Caso você precise ou conheça alguém que necessite apoio, lembramos que existe o serviço gratuito do Centro de Valorização da Vida (CVV) pelo telefone 141. Também é possível entrar em contato e receber apoio emocional do CVV via internet, por email, chat e Skype 24 horas por dia.